Quarta-feira , 19 Dezembro 2018
Home / Destaque / Dentista acusada de racismo é presa em Teresina, estava com passagem comprada para SP

Dentista acusada de racismo é presa em Teresina, estava com passagem comprada para SP

A dentista Delzuíte Ribeiro de Macêdo foi presa na manhã desta terça-feira (17/04), em uma casa de hospedagem de professores no centro de Teresina. A dentista é acusada de racismo e estava sendo investigada pela polícia de São Raimundo Nonato.

A prisão provisória contra Delzuíte Ribeiro foi expedida depois de algumas acusações serem apresentadas contra ela e a mesma não ter ser apresentado na delegacia para prestar depoimento.

“Na sexta-feira a delegada Cíntia Verena, de São Raimundo Nonato juntamente conosco iniciamos as buscas pela dentista. Fizemos um levantamento dos locais aqui na capital onde ela poderia estar e hoje conseguimos localizar ela nessa casa de professores do sindicato. Ela tinha fugido de São Raimundo Nonato e estava com passagem comprada para São Paulo”, afirma o delegado Emir Maia, ex-coordenador da Delegacia de Direitos Humanos e agora gerente de Policiamento do Interior (GPI).

Delzuíte Ribeiro de Macêdo passou por exame de corpo de delito na manhã desta terça-feira e foi encaminhada para a Penitenciária Feminina. O crime de racismo é imprescritível e inafiançável, e a pena pode chegar a 5 anos de prisão.

Entenda o caso

A dentista Delzuíte Ribeiro de Macêdo passou a ser investigada pela Polícia Civil do município de São Raimundo Nonato acusada de racismo em postagens na sua rede social.

A dentista escreve que se sente agradecida por seu ex-marido ser branco de olhos claros e por ter um filho também com as mesmas características, porém Delzuíte Ribeiro de Macêdo nega que isso seja preconceito, mas apenas um gosto pessoal.

“E se que não querer misturar o meu sangue for ‘preconceito’ sim eu sou ‘preconceituosa’, mas abraço e beijo meus amigos de outras cores e coloridos. Mas escolhi o dedo com quem me misturar os A+ e O+. Espero que isso seja gosto e não preconceito, né?”, comenta a acusada.

Com as publicações, a polícia recebeu denúncias contra a dentista e abriu um inquérito para investigar o caso. O último relato de racismo foi contra a filha de outra dentista, conhecida de Delzuíte, em que a mulher chegou até a sofrer agressão da acusada. Uma advogada, vítima das agressões também denunciou as ofensas.

A população de São Raimundo Nonato se mostrou indignada com as declarações de racismo da suspeita, principalmente contra a filha recém-nascida de uma das vítimas.

Fonte:Portal AZ

Veja também

Conheça os produtos da Produfarma Feirense e Produbahiana, 42 anos distribuindo felicidade.

A produfarma Feirense e a Produbahiana levando a todos os sanjoanenses e amigos da região …